Case internacional premia estudante de Economia

Depto. de Economia da PUC-SP realizou atividade com a Universidade de Illinois

por Thaís Polato | 04/06/2018 - 00h

Crédito + Responsabilidade = Credibilidade. Com essa equação e uma experiência internacional de trabalho em grupo, o estudante Caio Rana de Camargo (na foto ao lado, de camiseta branca) acaba de ser premiado com passagens aéreas para conhecer pessoalmente a Universidade de Illinois, nos Estados Unidos. A data da viagem ainda não está definida, mas segundo o estudante do terceiro semestre de Economia da PUC-SP, o mais provável é que ocorra em fevereiro de 2019.

“Credibilidade” foi o nome da empresa que Caio “criou” junto a outros colegas brasileiros e estrangeiros, em atividade realizada de 16 a 18/5, durante uma parceria entre o Depto. de Economia e a Universidade de Illinois, com intermediação da Campus Brasil.

Participaram 17 alunos de Illinois e 14 da PUC-SP, que assistiram a aulas das profas. Mariana Jansen Ferreira (em pé na foto acima, de camisa branca) e Cristina Helena Pinto de Mello, no campus Monte Alegre. Em seguida, os estudantes tiveram que trabalhar em um case sobre a criação de uma startup financeira que tivesse como objetivo o oferecimento de crédito para a população de baixa renda. A proposta era definir uma taxa de juros justa e as condições de acesso ao crédito.

Os alunos preparam suas respostas em sete grupos (todos com integrantes de ambas as universidades) entre a quarta-feira à tarde e a sexta-feira de manhã. Em seguida, fizeram uma visita à startup financeira Creditas, onde apresentaram suas propostas de solução. As propostas foram avaliadas pela profa. Mariana (PUC-SP), pelo prof. Joe Pettry (Universidade de Illinois) e por dois vice-presidentes da Creditas.

No grupo escolhido com o melhor trabalho apresentado, estava Caio Rana de Camargo, que foi selecionado individualmente para conhecer a instituição norte-americana. “Foi uma ótima surpresa, me sinto mais energizado para estudar e também vejo como um reconhecimento por todos os meus esforços na PUC-SP. Credito o bom resultado ao meu grupo. Gostei muito de ter trabalhado com aqueles colegas, tudo fluiu bem, mesmo havendo nacionalidades diferentes entre os quatro integrantes”, afirma o estudante. Segundo Caio, o que o motivou inicialmente a participar foi a possibilidade de receber um certificado da Universidade de Illinois para enriquecer o currículo.

A startup criada pelo grupo de Caio pretendia atender à população brasileira da classe D. “Estudamos como vivem, que salário ganham e como gastam o dinheiro, para oferecer a eles as melhores possibilidades de crédito, com taxas que nenhum banco tradicional conseguiria ofertar”, ressalta Caio.

Para a profa. Mariana, esse tipo de atividade proporciona uma experiência nova aos alunos da PUC-SP ao trazer estudos com dinâmicas diferentes daquelas mais usuais em sala de aula: discussão em formato de “case”; compartilhar conhecimentos sobre a economia brasileira com colegas estrangeiros; e prática do inglês, sem envolver os custos e o tempo de um intercâmbio. "Nossos alunos têm se mostrado bastante receptivos a este tipo de experiência, que vem também ao encontro de uma demanda tão importante na Universidade, que é a internacionalização", defende a docente. "Além disso, é uma chance dos estudantes terem maior contato com seu próprio conhecimento da língua estrangeira e reconhecerem o quanto já são capazes não só de aprender, mas de ensinar com o formação que acumulam no nosso curso. A troca entre os alunos brasileiros e estrangeiros é curta mas intensa nesse tipo de atividade", ressalta.

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.