Grafite e música encerram Festival da Cultura

Veja reportagem produzida pela TV PUC

por TV PUC | 06/09/2017 - 11h

“Estou muito feliz de deixar impressa na parede da Universidade a mistura de arte e política que a PUC-SP deixou em mim”, afirmou Maria Luiza Restum, ex-aluna de Relações Internacionais e integrante do grupo de artistas que encerrou o Festival da Cultura, dia 26/8, no campus Monte Alegre. “É o meu presente à PUC-SP, e um dos melhores dias da minha vida”, disse Maria Luiza, em referência aos 71 anos da Universidade, comemorados em 22/8.

O Festival da Cultura durou todo o mês de agosto e teve atividades culturais, acadêmicas e sociais. Ao longo do dia 26/8, o encerramento do evento contou com a presença de grafiteiros e músicos. “Isso é importantíssimo porque a PUC-SP não está desconectada do resto da cidade. Trazer a arte urbana para dentro da Universidade possibilita, inclusive, que os alunos tenham contato com o território do grafite, do rap, dos DJs, da arte de resistência”, considera Ruberval Marcelo Silva, gestor cultural.

A reitora Maria Amalia Andery falou sobre a decisão de destinar parte do prédio ao grafite: “é a maneira da gente incorporar ao patrimônio físico da Universidade uma manifestação cultural, crítica e jovem”.

Veja abaixo reportagem da TV PUC sobre o encerramento do Festival da Cultura.

 

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.