PUC-SP é destaque na concessão de títulos de doutorado

Universidade é a única não pública a estar entre as 20 maiores do país

por Thaís Polato | 06/02/2018 - 11h

A PUC-SP é líder absoluta entre as universidades não públicas que mais concederam títulos de doutorado em 2016, segundo levantamento recém-divulgado pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). Entre as 20 universidades destacadas pela agência de fomento, a PUC-SP ocupa a 11ª posição, com 470 títulos concedidos em 2016, e está cercada apenas de universidades públicas.

Os dados foram apresentados na edição da Revista Pesquisa Fapesp publicada no último mês de janeiro. “O levantamento traz dados importantes, que não se constroem do dia para a noite e que revelam o nosso compromisso histórico com a formação de pesquisadores”, afirma a reitora, Maria Amalia Andery. “Estar na 11ª posição entre todas as universidades significa integrar o grupo de instituições que mais contribuem para o sistema universitário no Brasil”, comemora a professora.

A pesquisa realizada pela Fapesp revela que, em 2016, as universidades com sede em São Paulo foram responsáveis por 35% dos títulos de doutorado obtidos em todo o território nacional, ou 7.252 em números absolutos.

Para o pró-reitor de Pós-Graduação, Márcio Alves da Fonseca, o fato de a PUC-SP ser a única Universidade não pública a estar entre as 20 maiores decorre da opção da Universidade pelo investimento na Pós-Graduação stricto sensu (Mestrado e Doutorado) e na pesquisa científica, nas três grandes áreas de conhecimento em que atua: humanidades, ciências exatas e tecnologia, ciências da vida e da saúde. “Esta foi uma opção planejada, a partir da qual a PUC-SP iniciou a estruturação dos seus primeiros programas de Pós-Graduação ainda no final da década de 1960, no mesmo momento em que o próprio sistema de Pós-Graduação era regulamentado no país”, afirma o professor.

Para ele, esta é a razão pela qual os Programas de Pós-Graduação da PUC-SP conseguiram desenvolver um grande número de linhas de pesquisa e constituíram e consolidaram mais de 240 grupos de pesquisa cadastrados no CNPq, mantendo interação com importantes instituições do Brasil e do exterior. Também por este motivo, ressalta o pró-reitor, a maior parte dos Programas possui redes de pesquisa e realiza atividades regulares em parceria com instituições de ensino e de pesquisa estrangeiras, situadas nos cinco continentes, sobretudo na Europa, na América do Norte e na América Latina.

“Como resultado direto deste percurso histórico da sua Pós-Graduação, a PUC-SP encaminha agora a ampliação de seus Programas e cursos, sobretudo no campo da formação profissional no stricto sensu (Mestrados e Doutorados profissionais), com ênfase em áreas nas quais já possui tradição na formação em nível de graduação, como por exemplo, a áreas de jornalismo, relações internacionais, formação multi-bilíngüe, educação nas profissões da saúde, dentre outras”, afirma o professor.

Tags
PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.