PUC-SP renova chefias acadêmicas

Cerimônia deu posse a novas Direções e Direções Adjuntas de Faculdades; Chefias de Departamentos e Suplentes

por Thaís Polato | 02/08/2017 - 11h

A PUC-SP realizou na manhã desta terça-feira (1/8), a cerimônia de posse das Direções e Direções Adjuntas de suas Faculdades, nomeadas para o quadriênio 2017/2021, além das Chefias de Departamentos e Suplentes, nomeadas para o biênio 2017/2019. A solenidade foi realizada no campus Monte Alegre, com a presença do Grão-Chanceler Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, da Reitora Maria Amalia Andery e do Vice-Reitor Fernando Antonio de Almeida.

“Hoje se renova na Universidade o que considero a sua espinha dorsal, as chefias acadêmicas. Trabalharemos em equipe, avançaremos juntos, principalmente para garantir que as características da PUC-SP se mantenham, afinal, são poucas as universidades que têm a sorte e a capacidade de definir, como temos feito, nossa própria gestão. Haverá divergências, o que não é um problema, pois teremos sempre o objetivo comum de levar adiante a nossa Universidade como uma instituição de qualidade, preocupada socialmente e comprometida com a formação ética. Bem-vindos à gestão da Universidade”, afirmou a professora Maria Amalia.

Dom Odilo iniciou sua fala parabenizando a atual reitoria pelo trabalho realizado até o momento e disse ter certeza de que as novas chefias acadêmicas poderão ampliar ainda mais o que tem sido feito na Universidade. “Queria dar uma palavra de estímulo à PUC-SP inteira, mas de modo particular aos que hoje tomam posse. Nossa PUC-SP não está fora do contexto brasileiro, cheio de situações problemáticas, preocupantes, desafiadoras a todos. Crises, no entanto, também são ocasiões. Que as crises não representem desalento, retrocesso, desânimo, mas possibilidade de se dar novos passos e novos impulsos”, afirmou. O Cardeal relembrou ainda que a PUC-SP nasceu num contexto de crise, durante o pós-guerra, quando todos se perguntavam o que podia ser feito pelo Brasil, pela sociedade. “A ideia da criação da Universidade veio como resposta: vamos ajudar a preparar cidadãos que assumam lideranças, postos de formação de outros cidadãos, enfim, pessoas preparadas para fazer um Brasil melhor. Nossa país também precisa muito disso atualmente. Vamos seguir formando pessoas capazes de fazer um Brasil melhor, que pensem de forma ética, cidadãos que ajudem a encontrar saídas boas para as situações de crise que nós vivemos”, conclui Dom Odilo.

Veja abaixo algumas das fotos da solenidade e o álbum completo no facebook.

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.