PUC-SP é destaque dentro e fora do Brasil

Avaliação do MEC e ranking internacional QS colocam PUC-SP em primeiro lugar entre universidades não públicas

por Redação | 14/06/2017 - 08h

A PUC-SP se mantém como a melhor universidade não pública do Estado de São Paulo e a segunda melhor do país, de acordo com a avaliação das instituições de ensino superior divulgada dia 12/6 pelo Ministério da Educação (MEC), com dados referentes a 2015. A PUC-SP obteve 3,66 no Índice Geral de Cursos (IGC) contínuo e com este resultado permaneceu na faixa de conceito 4, o maior obtido pelas universidades particulares. Uma instituição é considerada excelente quando atinge as faixas 4 ou 5 no IGC, que vai de 1 a 5. Considerando todas as universidades (públicas e privadas), a PUC-SP está na 21ª posição.

Ao todo foram avaliadas 2109 instituições de ensino superior (universidades, faculdades e centros universitários).

Na semana passada, a PUC-SP já havia conquistado uma boa colocação no ranking mundial da consultoria britânica Quacquarelli Symonds (QS), permanecendo no posto de melhor universidade não pública brasileira ao lado da PUC-Rio. Ambas ficaram entre a posição 501 e 550 das melhores instituições, que considera seis critérios: reputação acadêmica e entre empregadores, proporção de alunos por professores, citações por professores, proporção de docentes estrangeiros e de estudantes estrangeiros.

Neste ano, 959 universidades entraram no ranking – 22 são brasileiras, e destas, apenas três são privadas: PUC-SP, a PUC-Rio e a PUC-RS. Considerando somente as instituições do Brasil, PUC-SP e PUC-Rio aparecem entre as seis melhores.

Os bons resultados repercutiram na comunidade acadêmica. Confira, abaixo, a opinião de alunos e professores:

 

Fiquei muito feliz e orgulhosa. Alguns motivos que me levaram a escolher a PUC SP foram sua tradição e suas excelentes avaliações pelo mercado, o que representam um futuro promissor para a minha carreira e também por acrescentar aos alunos como cidadãos."

Elaine Cristina Bertoni Barbosa, aluna do curso de Jornalismo

 

“O Quacquarelli Symonds (QS) é um ranking de inquestionável prestígio. O fato de em 2017 ele posicionar a PUC-SP à frente das outras PUCs brasileiras e à frente de muitas universidades públicas brasileiras de renome é notável. Isso acontecer em uma conjuntura de intensificada competitividade entre as instituições universitárias torna o posicionamento da PUC-SP ainda mais destacado. É um indicador a mais de que estamos num bom caminho de desenvolvimento institucional. Em minha opinião, estamos num momento da nossa história particularmente favorável, de intensificação da nossa qualidade institucional. E penso que o aprimoramento dessa qualidade deve seguir com equilíbrio, relacionando essas duas virtudes radicais: a tradição e a inovação.”

Professor Alípio Casali, docente pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Educação: Currículo

 

“É simplesmente incrível esse resultado obtido pela PUC-SP. Traz ainda mais credibilidade e reconhecimento tanto para quem estuda quanto para quem trabalha na instituição. Poder dizer que fiz parte dessa história é um grande orgulho para mim e para minha família. Quero continuar fazendo parte dessa história, quem sabe um dia como professor.”

Alexandre Neres de Lima, aluno do curso de Ciências Econômicas

 

"O ranking das universidades publicado anualmente pela consultoria britânica Quacquarelli Symonds (QS) desde 2004 é um dos mais importantes indicadores internacionais de qualidade universitária no mundo. A posição privilegiada das PUCs em geral e da PUC-SP em particular entre as universidades brasileiras presentes no ranking confirma a qualidade acadêmica dos cursos da nossa instituição. O curso de Relações Internacionais da PUC-SP, um dos mais tradicionais do Brasil e pioneiro no Estado de São Paulo, contribui com o desempenho geral da universidade em uma série de critérios estabelecidos pelo ranking, como por exemplo a reputação entre os empregadores. É importante lembrar que em um reputado ranking nacional elaborado pelo jornal Folha de S.Paulo em 2016, o curso de Relações Internacionais da PUC-SP ficou na posição mais elevada entre as instituições privadas np país, sendo o terceiro colocado do Brasil no cômputo geral. Nesse mesmo ranking, no quesito "avaliação do mercado", o curso de RI alcançou a segunda posição no Brasil. Tendo recentemente completado uma extensa reforma curricular que introduziu uma série de novidades em sua grade curricular, o curso de Relações Internacionais da PUC-SP comprova sua vocação de pioneirismo na área contribuindo para que a nossa universidade continue a nos dar orgulho."

Professor Carlos Gustavo Poggio Teixeira, coordenador do curso de Relações Internacionais

 

“Sinto orgulho em saber que a PUC-SP está entre as melhores Universidades do mundo. Eu fazia outra faculdade e quando cheguei na PUC-SP adorei tudo: o curso, os professores são muito bons, o planejamento das aulas. Eu recomendo bastante a PUC-SP, principalmente o curso de Psicologia”.

Letícia Ishikawa, aluna do curso de Psicologia

 

“Os avanços tecnológicos estão permeados por todas as áreas do conhecimento humano e tem mudado a forma como as pessoas, no âmbito particular ou profissional, realizam suas tarefas cotidianas. As inovações não poderiam deixar de mudar também a forma de ensino. Neste sentido, a PUCSP vem abrindo espaço com a introdução de novas tecnologias para que os professores busquem inovar na sala de aula, vários aspectos do ensino, seja através de novos modelos didáticos, considerando novas formas de narrativas e uma participação mais ativa dos nossos alunos. Característica importante da PUCSP onde o aluno participa destas inovações. A PUCSP tem uma excelente relação com os empregadores, os nossos alunos são sempre muito bem avaliados e possuem uma formação humanística intensa que faz a diferença.”

Professor Daniel Gatti, diretor da Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia

 

 

 

Agenda

eventos cal. institucional (destaques) datas comemorativas feriados
Mais
PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.