NEATS debate crises socioambientais e calamidades

Núcleo do Pós em Administração divulga agenda de encontros temáticos de 2019

por Redação | 04/02/2019 - 00h

O Núcleo de Estudos Avançados em Terceiro Setor (Neats, Pós em Administração) começou a divulgar suas atividades para este ano de 2019. Os encontros temáticos terão como eixo central a intersetorialidade na gestão de crises socioambientais ou calamidades. A socióloga, mestre e doutora em Serviço Social, Políticas Sociais e Movimentos Sociais pela PUC-SP, Alice Dianezi Gambardella, participará dos encontros. A pesquisadora teve, recentemente, a oportunidade de visitar as cidades mineiras de Mariana e Brumadinho, que vivenciam situações de calamidade similares e altamente complexas. Ela compartilhará sua experiência acerca do contexto social destes municípios.

Em 2018, Alice foi coordenadora nacional de pesquisa sobre o trabalho social com famílias e consultora acerca de eventos emergenciais e de calamidade pública (rompimento de barragens, enchentes, incêndios e deslizamentos de terras) na área da assistência social (PNUD/Min. Desenvolvimento Social).

 

Veja abaixo as datas e os temas já confirmados. Clique aqui para saber mais. Os encontros se realizam no campus Monte Alegre, sala 100 (1º andar, prédio novo).

- 14/3: Políticas públicas e seus impactos na gestão de crise: o caso de Mariana/Samarco

O primeiro encontro deste semestre de 2019 versará sobre a atuação das Organizações da Sociedade Civil em contextos de crise ou adventos de calamidades públicas. Quais os possíveis impactos sobre as Políticas Públicas? Como poderiam se organizar para atuar conjuntamente na defesa da garantia de direitos? Quais os impactos e desafios pautados, tendo como pano de fundo o caso de Mariana/Samarco.

- 4/4: Visão intersetorial e a gestão da crise pós-calamidade

As situações de calamidade pública e emergenciais além de mediadas por um conjunto de políticas setoriais, exigem forte organização dos atores e entendimento dos alcances e complexidades que podem alcançar. Com relação à comunidade ou grupo atingido, é preciso um olhar atento no cuidado e proteção social a fim de elaborar e fortalecer as camadas mais subjetivas da existência humana, das memórias individuais e coletivas, dos vínculos sociais e comunitários, entre outros.

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.