PUC-SP e Arte no Dique renovam parceria para atuação na maior favela sobre palafitas do Brasil

Convênio firmado em 2015 está com novos projetos em fase de captação para beneficiar a população do Dique da Vila Gilda, em Santos

por Mara Fagundes | 09/06/2021 - 00h

A PUC-SP acaba de renovar a parceria com o Instituto Arte no Dique para dar continuidade ao trabalho, iniciado em 2015, no Dique da Vila Gilda, em Santos, considerada a maior favela sobre palafitas do Brasil. No território, que possui o menor índice de desenvolvimento humano da cidade litorânea, moram 22 mil pessoas em condições de vulnerabilidade social,  à beira do mangue, sem acesso formal à infraestrutura urbana como água, eletricidade e saneamento básico.

 

A parceria com a ONG é encabeçada pelo grupo de pesquisa Mediações Telemáticas, o Mediatel, coordenado pelo professor Milton Pelegrini (Jornalismo) e pela professora Maria da Conceição Golobovante (Publicidade e Propaganda). O grupo criou e gerencia o projeto Redic – Rede de Distribuição de Informação Comunitária, que forma e incentiva jovens da comunidade para atuarem na produção editorial, musical e sonora da programação da web rádio Palafita e também na produção de conteúdos informativos para a agência de mobilização comunitária. O projeto, que envolve pesquisa e extensão, já lançou o ebook "Graduação é lugar de pesquisa sim”, que pode ser baixado gratuitamente no site da Educ, soma mais de 12 pesquisas de iniciação científica que envolveram diretamente o Dique da Vila Gilda, e já contou com a participação de seus integrantes em congressos nacionais e internacionais, o que despertou o interesse da Fundação Scholas Ocurrentes, organização de direito pontifício que nasceu em Buenos Aires por iniciativa do então Arcebispo Jorge Bergoglio, hoje Papa Francisco, e que vem dialogando com o Mediatel.

A professora Maria da Conceição Golobovante comemora a renovação da parceria, que, segundo ela, também foi recebida com entusiasmo pelo presidente do Instituto Arte no Dique, José Virgílio Leal. “Estamos numa fase de rearticulação com a comunidade para que eles possam produzir, sob a supervisão do Mediatel, conteúdos que são do interesse deles, principalmente no contexto da pandemia”.

Novos projetos que envolvem comunicação e saúde estão em fase de captação de recursos. A elaboração conta com a participação da Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes (Faficla), da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde, e também com apoio da Coordenadoria de Estudos e Desenvolvimento de Projetos Especiais e da Assessoria de Desenvolvimento de Projetos Interinstitucionais (ADPI / Fundasp). “Ao longo desse tempo, o Mediatel ganhou consistência e expertise para propor um novo projeto, agora com foco na captação de recursos internacionais, com a inestimável ajuda de instâncias internas da PUC-SP e da Fundação São Paulo, envolvendo, conjuntamente, os cursos de Medicina, Publicidade e de Jornalismo”, afirma o professor Milton Pelegrini.

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.