HSL e FCMS homenageiam Renato Amary

Homenageado conseguiu emendas parlamentares para o HSL que totalizam, aproximadamente, R$ 1 milhão

por Redação | 01/03/2018 - 15h

Na manhã de 22/2, o Hospital Santa Lucinda (HSL) e a Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde (FCMS) da PUC-SP homenagearam Renato Amary pelo apoio que ofereceu às instituições durante seu mandato como prefeito e como deputado federal e estadual. No tempo em que ocupou uma das cadeiras do Congresso, ele conseguiu emendas parlamentares para o HSL que totalizam, aproximadamente, R$ 1 milhão. 

Na solenidade, uma mesa foi composta pelo superintendente do HSL, Carlos Aparecido Teles Drisostes; pelo vice-reitor da PUC-SP, professor Fernando Antonio de Almeida; pelo diretor da FCMS, professor Luiz Ferraz de Sampaio Neto; pelo chefe de gabinete e presidente do diretório do MDB (que, na ocasião representou o prefeito de Sorocaba), Alexandre Robim; pelo secretário municipal de Saúde, Ademir Watanabe; pelo presidente do Conselho Municipal da Saúde, Francisco Valério; e pelo vereador Hélio Brasileiro, representando o presidente da Câmara Municipal. 

Na abertura do evento, a coordenadora acadêmica do HSL, professora Cibele Isaac Saad Rodrigues, cumprimentou os presentes e agradeceu ao homenageado pelas verbas destinadas à instituição, que beneficiaram a população mais necessitada de Sorocaba e região. “Muito obrigada pelas inúmeras aquisições. Com sua intervenção, elas se tornaram possíveis e proporcionaram mais conforto aos pacientes e mais excelência nos atendimentos”, completou.

A seguir, a gerente administrativa do HSL, Regina Menassanch, fez uma breve apresentação do Hospital. Em sua fala, ela destacou a história, estrutura, equipe, credenciamentos, comissões e aquisições da instituição. Também apontou que 47% dos hospitais do estado de São Paulo são filantrópicos, com mais de 20 mil leitos ofertados ao Sistema Único de Saúde (SUS). “Hoje, possuímos 160 leitos, sendo que 60% são indicados ao SUS, incluindo as UTIs Adulto e Neonatal.”

Carlos Drisostes enfatizou que o momento da homenagem marca o fim do projeto de implementação da verba de emenda parlamentar, concluído com o esforço e a organização de toda a equipe do HSL. “Precisamos de mais atitudes como a sua. Em nós, o senhor viu competência e destinou recursos que possibilitaram melhorar as condições oferecidas aos pacientes do SUS”, disse. “Para os próximos dois anos, temos como meta buscar o equilíbrio econômico. Necessitamos que outras autoridades olhem para nós como o senhor sempre olhou”, constatou. 

O diretor da FCMS, professor Luiz Ferraz, indicou a importância do HSL na formação dos estudantes de Enfermagem e Medicina da PUC-SP. “As ações indiretas do Hospital envolvem os alunos e professores, auxiliando no atendimento à população. Com as melhorias aplicadas, só temos a agradecer. Gostaria que outras pessoas tivessem atitudes como a do senhor Renato Amary.”

O professor Fernando de Almeida, vice-reitor da PUC, agradeceu pela iniciativa, que possibilitou um grande desenvolvimento do HSL nos últimos anos. “Como professor da Universidade e médico deste Hospital, vejo nossa importância na formação dos alunos. Isso sem contar a comunidade, que necessita do atendimento SUS”, pontuou.

Na sequência, o superintendente do HSL e a coordenadora acadêmica – respectivamente, Carlos Drisostes e Cibele Saad – entregaram uma placa ao homenageado e flores à sua esposa, Margarete Christofani.

Para encerrar, Renato Amary se declarou emocionado. “Ao longo da vida pública, muitos são os momentos de dificuldade para desenvolver nosso trabalho. Temos sucesso, falhamos e, quase sempre, somos lembrados pelo que não fizemos. Hoje, estou na contramão dessa história. É uma ocasião especial. Trabalhar como político em busca de verbas para esta e outras instituições não foi mais do que um dever”, afirmou. “Sinto-me gratificado em ver que a verba foi utilizada em prol do SUS, pois sei da carência que a área da saúde possui”, finalizou.

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.