Capes anuncia bloqueio de mais 2.700 bolsas

Entidade afirma que os cortes atuais irão afetar os programas de pós-graduação que tiveram duas avaliações nota 3

por Redação | 05/06/2019 - 00h

O presidente da  Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes), Anderson Ribeiro Correia, anunciou em coletiva, na tarde dessa terça-feira (4/6),  o corte de mais de 2.724 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado no país. Esse número somado ao bloqueio de 3.474 bolsas, realizado no mês passado, totaliza mais de 6.198 bolsas já bloqueadas no ano de 2019. 
Segundo a Capes esse novo bloqueio deve representar uma redução de cerca de R$ 4 milhões em 2019 e R$ 35 milhões até 2020. Serão cortadas 2.331 bolsas de mestrado, 335 de doutorado 58 de pós-doutorado. O congelamento não atingirá nenhum bolsista que atualmente recebe o benefício.

O Capes anunciou que os cortes atuais irão afetar os programas de pós-graduação que tiveram duas avaliações nota 3 consecutivas e aqueles avaliados com nota 4 e que caíram para a nota 3. 
O diretor de Gestão da Capes, Anderson Lozi da Rocha, presente à coletiva, afirmou ainda que considerando o bloqueio realizado anteriormente a economia será de R$ 300 milhões e que um futuro corte nas bolsas não está descartado, assim como uma melhoria na situação financeira poderá significar a reversão de parte dos cortes.
O sistema de atribuição de bolsas da CAPES permanece inoperante impedindo qualquer operação por parte das universidades.

Clique aqui e assista a coletiva da Capes
 

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.