Enfermagem: profissão se fortalece com a pandemia

Dia Internacional da Enfermagem é comemorado em 12 de maio

por Redação | 04/05/2021 - 00h

Em 12 de maio, celebra-se o Dia Internacional da Enfermagem. Quando a saúde e a vida das pessoas estiveram em risco, como nas duas Guerras Mundiais, pandemias e epidemias, por exemplo, seus profissionais sempre foram fundamentais. Com a Covid-19, isso novamente ocorreu, e eles se tornaram peças-chave no tratamento e na recuperação de milhões de pacientes.

“A frequente exposição do trabalho dos profissionais da enfermagem e da sua dedicação natural aos pacientes foi muito benéfica para a classe”, assegura a professora-doutora Janie Maria de Almeida, coordenadora do curso de Enfermagem da PUC-SP. “Em 2020, por determinação da OMS, comemorou-se o Ano Internacional da Enfermagem, que coincidiu com o bicentenário de nascimento da precursora da Enfermagem moderna, Florence Nightingale, mas, lamentavelmente, também com esta pandemia que enfrentamos”, destaca.

O profissional de enfermagem pode atuar em instituições públicas e privadas. Algumas das possibilidades incluem Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades de Saúde da Família (USF), ambulatórios, centros especializados em oncologia e hemodiálise, Unidades de Pronto-Atendimento (UPA), hospitais, maternidades, UTIs adulto e infantil, centros de estética, escolas infantis, laboratórios de análises clínicas, ambulatórios empresariais e serviços domiciliares.

Janie conta que o mercado de trabalho para o profissional de enfermagem está em expansão e é bastante promissor. “A categoria tem avançado de modo diversificado, ampliando cada vez mais suas áreas de atuação”, diz. “Existem quatro grandes dimensões relacionadas ao seu campo de ação: assistência direta ao paciente, gestão, docência e pesquisa e empreendedorismo”, enumera.

As contratações de recém-formados acontecem primordialmente na rede de serviços assistenciais, ou seja, hospitais e unidades básicas de saúde. “Muitos deles são inseridos no mercado por meio da Estratégia Saúde da Família (ESF), que é caracterizada por um modelo de organização da atenção básica no país”, explica a professora Janie. “Outra oportunidade relevante para os recém-formados é a inserção em programas de pós-graduação, especialização, mestrado e doutorado, possibilitando uma aproximação desses egressos com o campo da docência e pesquisa”, orienta.

A regulamentação dos consultórios e clínicas de enfermagem, gerando autonomia do profissional enfermeiro no atendimento à clientela no âmbito individual, coletivo e domiciliar, também é uma possibilidade àqueles que tem personalidade empreendedora. “O profissional atenderá sua própria demanda, em consultórios particulares”, resume.

O curso de Enfermagem da PUC-SP é desenvolvido por meio de metodologias ativas, que privilegiam a articulação entre teoria e prática, tendo o Team Based Learning (TBL) como metodologia de aprendizagem. Os alunos são inseridos no cenário de prática desde os primeiros anos. A Universidade dispõe, inclusive, de diversos locais para oferecer os estágios, o que se reflete como um diferencial. O curso funciona no campus Sorocaba, de segunda a sexta-feira, no período da manhã, com carga horária de 4 mil horas, desenvolvidas em quatro anos. Em todas as edições do Enade e no Guia do Estudante Abril, ele obteve o conceito 4.

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.