Ex-alunas organizam evento internacional com a Sciences Po Paris

Ariela Halpern e Susana Barbery se formaram na PUC-SP e realizam evento com estudantes da universidade francesa, onde fizeram mestrado

por Redação | 20/10/2020 - 00h

As brasileiras Ariela Halpern, formada em Relações Internacionais, e Susana Barbery, formada em Direito, ambas pela PUC-SP, estão entre os organizadores da Conferência Pour le Brésil. A iniciativa é de alunos da Sciences Po Paris, universidade francesa na qual Ariela e Susana acabam de se tornar mestras, na área de direitos humanos e ações humanitárias, especialmente migrações.

Autoridades brasileiras e internacionais, acadêmicos, especialistas e estudantes participam da conferência online e gratuita, ao longo de 7 semanas, entre os dias 24/10 e 5/12. O tema principal do evento é Superando as desigualdades: 10 anos para os ODS.

Segundo os organizadores, o principal objetivo da conferência é debater como superar os desafios políticos, econômicos e sociais rumo a um desenvolvimento mais sustentável e inclusivo no Brasil.

“Criamos este evento porque acreditamos ser de extrema importância para o Brasil, nesse momento, estimular o debate. Nada melhor do que falar de desigualdade, um problema tão estrutural no país”, afirma Ariela. Ela ressalta que a ideia é construir uma rede a longo prazo, envolver tanto a academia quanto pessoas que atuam na área.

“Queria tanto agradecer a Sciences Po, quanto deixar algo de positivo para os brasileiros. Então o projeto juntou esses dois sonhos”, revela Ariela.

Para Susana, unir pessoas brasileiras e estrangeiras para discutir como a desigualdade afeta diversos setores da sociedade e buscar soluções com vistas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU pode ser muito frutífero no combate ao problema.

“Percebi, nos anos que passei em Paris, muito interesse pelos estudantes internacionais em entender melhor o que estava acontecendo no Brasil. Senti falta, no entanto, de um espaço para discussão deste problema gravíssimo do nosso país que é a desigualdade, sob a perspectiva de diversas temáticas e com uma atenção para o aspecto internacional relacionado à questão”, afirma.

Clique aqui para conhecer a programação e saber como participar da Conferência Pour le Brésil.

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.