PUC-SP na Mídia: Senado aprova indicações de ex-alunos para o TST e CNMP

A juíza Morgana de Almeida Richa será ministra do Tribunal Superior do Trabalho e o juiz Daniel Carnio Costa irá compor o Conselho Nacional do Ministério Público

por Redação | 01/12/2021 - 00h

Em sessões realizadas nesta terça-feira (30/11), o Plenário do Senado aprovou a indicação da juíza Morgana de Almeida Richa, ex-aluna do mestrado e do doutorado em Direito da PUC-SP, para ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST), e o nome do juiz Daniel Carnio Costa, professor da PUC-SP e ex-aluno do doutorado em Direito, para compor o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Morgana iniciou em 1992 seu vínculo como juíza titular da 15ª Vara do Trabalho. Em 2019, foi promovida a desembargadora. No biênio 2009-2011, foi conselheira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e presidiu a Comissão de Acesso à Justiça e Cidadania. Daniel foi eleito Jurista do Ano de 2018 pela Ordem dos Economistas do Brasil e atuou como juiz auxiliar da Corregedoria Nacional da Justiça, de 2018 a 2020. Carnio Costa também é presidente e fundador do Fórum Nacional dos Juízes de Competência Empresarial (Fonajem) e atualmente é juiz auxiliar da Presidência do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

As nomeações foram publicadas em reportagens da Agência Senado; confira as matérias na íntegra clicando aqui e neste link.

 

* Créditos fotos: Pedro França/Agência Senado

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.