PUC-SP recebe Prefeito da Congregação para a Educação Católica da Santa Sé

Cardeal Giuseppe Versaldi esteve na Universidade neste dia 23/11; ao final do texto, assista também a reportagem da TV PUC

por Redação | 23/11/2018 - 00h

Pela primeira vez em seus 72 anos de história, a PUC-SP recebeu a visita do prefeito da Congregação para a Educação Católica da Santa Sé, organismo responsável pelo acompanhamento das universidades católicas no mundo. Cardeal Giuseppe Versaldi foi recebido na manhã desta sexta-feira (23/11) pelo cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo e grão-chanceler da Universidade no campus Ipiranga, onde conheceu as dependências da Faculdade de Teologia da PUC-SP e da Faculdade de Direito Canônico da Arquidiocese de São Paulo.

Também participaram da cerimônia o secretário da Congregação para a Educação Católica da Santa Sé, Monsenhor Francesco Massimo Pepe, o vice-reitor da Universidade, professor Fernando Antonio de Almeida, o diretor da Faculdade de Teologia, padre Boris Agustin Nef Ulloa, o reitor do Centro Universitário Assunção – UNIFAI, padre Edélcio Serafim Ottaviani, o diretor da Faculdade de Direito Canônico da Arquidiocese de São Paulo, cônego Martín Segú Girona, Dom Carlos Lema Garcia, Bispo Auxiliar de São Paulo e Vigário Episcopal para a Educação e a Universidade, demais bispos auxiliares, representantes de outras instituições de ensino católicas, reitores de seminários de diversos municípios, professores, entre outros convidados.

Durante seu pronunciamento, o prefeito da Congregação para a Educação Católica da Santa Sé, cardeal Giuseppe Versaldi, disse que um dos motivos de sua visita era encorajar a Universidade a desempenhar seu papel transformador na sociedade.

“Agradeço pelo trabalho que vocês já realizam nas suas instituições. Mais do que agradecer, quero encorajá-los a prosseguir nesse caminho. Não basta viver do passado, a melhor tradição é a renovação. Diante de uma sociedade centralizada, o Santo Padre chama as instituições eclesiásticas a não ter uma atitude de fechamento e defensiva. A base essencial da identidade católica é a abertura ao diálogo. Não podemos permanecer fechados em nós mesmos esperando que o mundo mude, devemos nos abrir ao mundo mesmo quando ele é hostil e indiferente. Precisamos ter coragem para assumir essa proposta que não é uma imposição, mas uma abertura para o diálogo intercultural e inter-religioso essencial”, afirmou o Cardeal Versaldi.

Campus Monte Alegre

À tarde, o encontro com a comunidade acadêmica foi realizado no campus Monte Alegre, com a presença da reitora Maria Amalia Andery, do secretário executivo da Fundação São Paulo, mantenedora da PUC-SP, padre José Rodolpho Perazzolo, de pró-reitores e membros da reitoria, diretores das Faculdades, representantes dos professores, funcionários e estudantes, da Pastoral Universitária e da Fundasp.

A reitora saudou a primeira visita de tão alta autoridade à PUC-SP. “Com muito orgulho carregamos o título de Pontifícia. Esse indelével e público vínculo de nossa Universidade à Santa Sé coloca a PUC-SP, que no momento representamos, em um pequeno conjunto de instituições reconhecidas por sua qualidade acadêmica, pelo seu compromisso social e por sua respeitabilidade. Na nossa perspectiva, as universidades católicas e muito especialmente as pontifícias universidades católicas devem, de um lado, abrigar um universo de pensamentos, conhecimentos e ideários e devem e precisam, de outro, marcar-se por sua inabalável adesão aos mais caros princípios da Igreja”, afirmou a professora Maria Amalia em seu discurso.

Dom Odilo, por sua vez, salientou que o campo da educação, em todos os níveis, tem sido visto pela Igreja como parte de sua missão. “Em suas palavras, o cardeal Versaldi nos deixa uma tarefa, indica como nossa universidade pode prestar um serviço ainda melhor à sociedade, se olharmos sobretudo por aqueles que não conseguem dela participar”, afirmou o grão-chanceler.

O mesmo aspecto foi destacado pelo secretário executivo da Fundasp. “A visita do cardeal Versaldi é da mais alta importância, uma vez que ele é o Prefeito da Congregação para a Educação Católica da Santa Sé. Suas palavras foram de acolhimento e elogio, ao mesmo tempo em que nos lançam desafios, sobretudo no compromisso com aqueles que mais precisam, como diz o próprio Papa Francisco”, ressaltou o padre Perazzolo.

O padre Boris Ulloa lembrou que a Faculdade de Teologia, da qual é diretor, vive um ano preparatório para as celebrações dos 70 anos de criação e reconhecimento eclesiástico pela Congregação para a Educação Católica. “Hoje colhemos os frutos desse longo percurso, de décadas de história nas quais nossos antecessores buscaram fidelidade às sagradas escrituras e à tradição do magistério e elaboraram a teologia capaz de ouvir o apelo do nosso povo”, disse.

Antes de retornar a Roma, o cardeal Giuseppe Versaldi, que também esteve na PUC Campinas, visitará a PUC do Rio de Janeiro.

 

Assista abaixo a reportagem da TV PUC sobre a visita.

 

Confira a matéria produzida pelo Jornal O São Paulo, da Arquidiocese de São Paulo, clicando aqui.

 

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.