Faculdade de Teologia lança livro sobre o Sínodo Arquidiocesano

Obra quer ampliar debate em torno da evangelização na cidade de São Paulo

por Redação | 22/10/2018 - 00h

Para celebrar o aniversário de cinco anos da Cátedra São João Paulo II, a Faculdade de Teologia lançou nesta segunda-feira (22/10) o livro “O Sínodo Arquidiocesano de São Paulo – O desafio da evangelização nesta cidade”, data em que a Igreja celebra a festa litúrgica dedicada ao santo. De autoria do padre Valeriano dos Santos Costa, líder do grupo de pesquisa Teologia Litúrgica da PUC-SP, e coautoria do mestrando e padre Messias de Morais, responsável pela Pastoral Vocacional arquidiocesana, a obra tem como objetivo incentivar e colaborar com as discussões em torno do sínodo, que realizará de 2018 a 2020 um levantamento e ações que visam a realidade sócio-religiosa das famílias que vivem ao redor das paróquias pertencentes à Arquidiocese de São Paulo. “Este estudo é fruto do empenho dos membros do Grupo de Pesquisa Teologia Litúrgica e da Cátedra São João Paulo II, santo considerado um dos grandes promotores da chamada “nova evangelização”, que é um desafio para a nossa cidade, como o título mesmo já diz. Estamos muito felizes com o resultado”, afirma Padre Valeriano.

Com o tema “Deus habita esta cidade: somos suas testemunhas”, o Sínodo Arquidiocesano teve início em fevereiro deste ano e foi dividido em etapas. A primeira delas foi a formação de grupos nas paróquias para discutir e avaliar as ações de evangelização. Em seguida, cerca de 300 voluntários visitaram as casas das famílias que moram no território da Arquidiocese e coletaram dados sobre a realidade pastoral de católicos e não-católicos que aceitaram participar da pesquisa.  “Estamos agora na fase das assembleias paroquiais, que serão realizadas durante os meses de outubro e novembro, para avaliar o trabalho feito até aqui e começar a levantar propostas que promovam a comunhão, conversão e a renovação da ação missionária da Igreja”, explica o cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo e grão-chanceler da PUC-SP.

Durante o lançamento, a reitora da Universidade, professora Maria Amalia Andery, ressaltou a importância da obra no âmbito acadêmico. “A Pontifícia tem por obrigação ser também um lugar de reflexão sobre as questões da Igreja Católica, que é a sua origem. Por isso, neste trabalho, envolvemos a Coordenadoria de Estudos e Desenvolvimento de Projetos Especiais da PUC-SP, a Cedepe, para auxiliar na pesquisa, porque consideramos que este é um papel que a academia pode desempenhar”. O coautor da obra, padre Messias de Morais, mestrando do Pós em Teologia, também reforçou o papel da Universidade. “Vejo como uma graça de Deus que, a partir de um trabalho acadêmico, possamos tratar a missão da Igreja. A academia dará subsídios para as ações pastorais que serão tomadas daqui para frente”, explica.

Segundo o cardeal Odilo Pedro Scherer, em 2019, a Arquidiocese de São Paulo irá promover iniciativas que resultem numa maior identidade com a Igreja e para que as comunidades tomem consciência sobre a importância do anúncio do Evangelho. “É hora de nos colocarmos diante do espelho e ver como estamos enquanto Arquidiocese, se temos sido verdadeiras testemunhas de Deus nesta cidade”, afirmou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.