PUC-SP tem novo Estatuto

Documento já foi aprovado pela Congregação para Educação Católica para as Instituições de Estudos, do Vaticano

por Redação | 26/04/2019 - 00h

A reitora Maria Amalia Andery anunciou ao Conselho Universitário (Consun) na manhã desta quarta-feira, 24/4, que a PUC-SP já tem um novo Estatuto. O documento foi publicado no mesmo dia no site da Universidade e está vigente desde que foi aprovado (em 29/3) pela Congregação para Educação Católica para as Instituições de Estudos, do Vaticano – etapa final necessária a todas as pontifícias.

O novo Estatuto vale por cinco anos, quando poderá ser novamente revisto. A Universidade tem agora prazo de seis meses para discutir e definir o novo Regimento Geral, que deverá ser aprovado pelo Consun e pelo Conselho Superior da Fundasp, sem necessidade de seguir para Roma.

Segundo a reitora, os pontos essenciais que definem a natureza da PUC-SP foram mantidos no documento aprovado pelo Vaticano. Entre eles estão a garantia da consulta à comunidade para escolha de reitor(a) e demais chefias acadêmicas, assim como as autonomias acadêmica e administrativa da Universidade. Os conselhos também foram mantidos nos moldes em que o Consun havia aprovado. Quanto aos departamentos, o documento final define que eles devem ser mantidos nas faculdades que assim o desejarem e desde que sejam observados os critérios estabelecidos no novo Estatuto.

“O Consun foi ouvido e respeitado. Tivemos maturidade e resiliência para fazer uma discussão que nunca é fácil e saímos dela fortalecidos. A vitória é de toda a Universidade”, considerou a profa. Amalia, assim como outros conselheiros que se manifestaram na mesma direção.

PARA PESQUISAR, DIGITE ABAIXO E TECLE ENTER.